Preparação para o Natal: I

Olá a todos!
Eis a ideia para vocês refletirem ao longo da semana: “Preparação para o Natal – I”.

Como muitos de vocês sabem, ontem foi o primeiro domingo do Advento. O tempo do Advento marca o início da preparação para o Natal.

A Igreja, preocupada com a nossa preparação para o Natal, oferece quatro semanas para essa finalidade, que são as quatro semanas do Advento.

A Igreja quer que, desde já, entremos no clima de preparação. Todos nós sabemos que o Natal é uma grande festa, e, como acontece com toda grande festa, se não houver muito cuidado, alguns preparativos, uma certa concentração, não se tirará proveito dela.

Por que o Natal é uma festa muito grande?

Porque não só comemoramos o nascimento de Cristo, que é Luz e Paz para este mundo, como também recebemos uma chuva de graças do céu para que Ele renasça no coração de cada um de nós. Ou seja, não é só uma comemoração, uma lembrança, mas é o momento em que Cristo “realmente” virá aos nossos corações, renascerá, desde que abramos as portas para Ele.

Por isso experimentamos esse clima tão mágico do Natal: um clima de paz, de alegria, de fraternidade, de amor etc.

Assim, convido todos vocês a entrar desde já nesse clima de preparação, porque disso dependerá a quantidade de graças que vamos receber no dia de Natal.

E essa preparação é um desafio:
– porque estas últimas semanas são as mais intensas do ano;
– porque a festa de Natal está muito comercializada;
– porque a festa de Natal está muito paganizada (outro dia, uma mãe manifestava a preocupação com o Papai Noel, pois os seus filhos só falavam nele e nem sequer comentavam sobre o Menino Jesus; ela disse, então, que vai conseguir uma imagem do Papai Noel ajoelhado e adorando o Menino Jesus).

Para que nos preparemos para o Natal, dou os seguintes conselhos valiosos:

1. Fomentar, a partir de hoje, a expectativa do nascimento de Jesus rezando muitas vezes por dia esta jaculatória: “Vem, Senhor Jesus, não tardes!”.

2. Oferecer um presente ao Menino Jesus: algo em que nós vamos procurar melhorar daqui até o Natal para que Cristo nasça num coração um pouco melhor. Por exemplo: não vou mais reclamar, vou sorrir mais, vou ser mais pontual, vou pedir desculpas quando ofender alguém, vou procurar pensar mais nos outros, vou assistir à missa todo domingo etc.

3. Além da árvore de Natal, montar um bom presépio em casa com toda a família. Será uma excelente maneira de fazer entrar pelos olhos o que acontecerá no dia 25 de dezembro.

4. Procurar fazer uma boa confissão para o Natal.

Para ajudá-los nessa preparação, nas próximas mensagens, falarei sobre as portas que precisam ser abertas para que o Menino Jesus entre em nosso coração.

Vamos entrar quanto antes no clima do Advento, no clima de preparação para o Natal. Se fizermos assim, este será o melhor Natal da nossa vida.

Uma santa preparação para o Natal para todos!

Padre Paulo M. Ramalho

falar.paulo@gmail.com
www.fecomvirtudes.com.br
https://www.facebook.com/FeComVirtudes?ref=hl
*********************************************
Padre Paulo M. Ramalho – Sacerdote ordenado em 1993. Cursou o ensino médio no colégio Dante Alighieri. Engenheiro Civil formado pela Escola Politécnica da USP; doutor em Filosofia pela Pontificia Università della Santa Croce. Atende direção espiritual na igreja Divino Salvador, Vila Olímpia, em São Paulo.