Oração da Madre Teresa – III

Olá a todos!
Eis a ideia para vocês refletirem ao longo da semana: “oração da Madre Teresa – III”.
 
O pior defeito: o mau humor
A pessoa mais perigosa: a mentirosa
O pior sentimento: o rancor
O presente mais belo: o perdão
O mais imprescindível: o lar
A rota mais rápida: o caminho certo
A sensação mais agradável: a paz interior

Continuemos comentando a oração da Madre Teresa de Calcutá.

O pior defeito: o mau humor

Estas palavras da Madre Teresa fazem lembrar as de Santa Teresa de Ávila: “Das pessoas tristes e antipáticas, livrai-nos, Senhor”.

De fato, é horrível conviver com uma pessoa mal-humorada. Como anda o meu humor? Luto contra o mau humor ou deixo que ele me domine?

A pessoa mais perigosa: a mentirosa

Sempre me impressionou a doutrina cristã ao afirmar que nunca podemos mentir, em nenhuma hipótese. Cada vez mais me convenço da importância de agir assim mesmo, pois a mentira é destruidora. Simplesmente não seria possível viver num mundo onde não se sabe se as pessoas estão falando a verdade ou não. A verdade é a base de toda relação humana. É a base do amor.

Tenho me esforçado por dizer sempre a verdade, ainda que ela custe? Sei assumir os meus erros?

O pior sentimento: o rancor; o presente mais belo: o perdão

Como muitas vezes já se disse, o rancor é um veneno que vai corroendo a nossa alma. Por mais que alguém nos tenha prejudicado, feito o mal, mais vale perdoar. Perdoar é declarar a vitória do amor. Perdoar é seguir o caminho de Deus. Não perdoar é seguir o caminho da vingança, da tristeza.

Por mais que custe o perdão, vale a pena perdoar. Como dizia um santo: “Nada nos assemelha tanto a Deus como o saber perdoar”. Perdoar não significa dizer que o que foi feito errado é certo, mas significa que acredito que aquela pessoa ainda pode mudar. Deus é assim: ele nunca desiste das pessoas. Ainda bem que Deus nunca desiste de nós! Até o último instante da vida, as pessoas podem mudar e a graça de Deus não falta para que ocorram verdadeiros milagres.

O mais imprescindível: o lar

De fato, uma das maiores destruições, se não a maior, é a destruição do lar. A destruição do lar é a destruição do amor. É a falência do amor. E o amor é para nós o ar para respirar. Lutemos com todas as forças para manter o nosso lar. Não esqueçamos de contar com a ajuda do Céu para isso!!!

A rota mais rápida: o caminho certo

E, para seguir o caminho certo, dou uma dica: invocar o Espírito Santo! “Espírito Santo, me ilumine, me mostre o caminho, me guie!”

A sensação mais agradável: a paz interior

E a paz interior é o fruto da presença de Deus dentro da nossa alma. É fruto também de ter a consciência limpa. É o famoso sono dos justos.

Gravemos essas ideias tão valiosas em nosso coração.
 
Uma santa semana a todos!
 
Padre Paulo