Como robustecer a fé

Olá a todos!
Eis a ideia para vocês refletirem ao longo da semana: “como robustecer a fé”.

Todos nós gostaríamos de ter mais paz interior, ter mais força para lidar com as dificuldades da vida, ser mais felizes. E o que eu poderia dizer sobre isso? Que esses três bens maravilhosos são proporcionais à nossa fé.

Quanto maior for nossa fé, maior será nossa paz interior. Quanto maior for nossa fé, mais força teremos para lidar com as dificuldades da vida, menos nos afundaremos. Quanto maior for nossa fé, mais felizes seremos.

Quanto maior for nossa fé, mais confiaremos em Deus e, consequentemente, maior será nossa paz. Quanto maior for nossa fé, mais teremos a certeza de poder contar com toda a força divina, tornando-nos uma rocha inexpugnável. Quanto maior for nossa fé, mais a felicidade infinita de Deus penetrará em nosso coração, mais Ele guiará os nossos passos, fazendo-nos imensamente felizes.

Tudo é uma questão de fé!!!!!!!!

Se tiverdes fé como um grão de mostarda, disse Jesus, direis a este monte: vai daqui para lá e ele irá. E nada vos será impossível (Mateus 17, 20).

As próprias graças e milagres que podemos alcançar são proporcionais à fé.

Procuremos, portanto, crescer na fé, robustecer a fé. E como podemos fazer isso?

Em primeiro lugar, pedindo a Deus. A fé é um dom de Deus. Não é um fruto humano. Assim, quanto mais eu pedir a Deus a fé, mais a terei. Muitas pessoas pedem a fé todos os dias nas suas orações. Sugiro que vocês façam isso.

Em segundo lugar, procurando cumprir os seus mandamentos. Não há dúvida de que Deus dará mais fé àqueles que lhe obedecem, que são seus verdadeiros filhos. Imaginemos uma pessoa que pede a fé, mas não vai à missa aos domingos. É certo que Deus ama todos os seus filhos, mas não há dúvida de que Ele ama mais aqueles que o seguem de perto, que procuram honrá-lo e obedecer-lhe em tudo. A esses Deus dá mais graças, muito mais graças. Depois, o próprio cumprimento dos mandamentos é uma fonte de fé, pois, como Jesus disse, aquele que me segue, aquele que cumpre os mandamentos, não andará nas trevas, mas terá a luz da vida, a luz da fé.

Em terceiro lugar, recebendo os sacramentos. Os sacramentos são canais da graça, e a graça, por sua vez, é canal da fé, da esperança e da caridade. Assim, quanto mais vezes recebermos os sacramentos, mais fé será comunicada a nós. Como vocês devem lembrar, os sacramentos são sete: batismo, confissão, crisma, eucaristia, matrimônio, ordem, unção dos enfermos.

Entre estes sete, os que podemos receber frequentemente são dois: a confissão e a comunhão. A igreja pede que nos confessemos ao menos uma vez por ano. Porém, se quero crescer em fé, por que não acudir a esse sacramento mais vezes no ano, mesmo que eu não tenha faltas graves? Com relação à eucaristia, não podemos imaginar a quantidade de graças que ela nos dá e, consequentemente, a quantidade de fé que ela nos proporciona. Isso é assim porque, na eucaristia, recebemos o próprio autor da graça, que é Jesus Cristo. Receber a comunhão frequentemente é, portanto, “turbinar” a fé. Só não podemos esquecer que, para receber a comunhão, não temos de ter nenhum pecado grave no coração, como desejar o mal de alguém, faltar à missa se não houve um motivo grave, pecar contra a castidade etc.

Em quarto lugar, estudando mais a doutrina para ir tirando as dúvidas de fé.

Eis o caminho para crescer em fé!!! Vale a pena ir atrás dela, pois é um dos maiores dons de Deus. E, como dissemos acima, quanto mais fé, mais paz interior e força teremos, e mais felizes seremos.
 
Uma semana abençoada a todos!
 
Padre Paulo