Blindagem e estado de graça

Olá a todos!
Eis a ideia para vocês refletirem ao longo da semana: “blindagem e estado de graça”.

Num mundo como o de hoje, é muito comum nos sentirmos frágeis perante a maldade humana. O que não falta são pessoas com inveja, que exalam “energia negativa” no ambiente.

Como fazer para nos blindar, nos proteger de toda a maldade humana, para que ela não nos atinja, não nos derrube? A melhor solução, disparadamente na frente de qualquer outra, é ter Deus dentro do nosso coração. Quem tem Deus dentro do coração está blindado!

Há duas formas de ter Deus dentro do coração: sentimentalmente e efetivamente. Das duas formas, não há dúvida de que a melhor é a segunda, pois nela Deus estará “realmente” presente dentro da nossa alma, e não só como sentimento.

Deus é tão bom, tão bom, que Ele prometeu que estaria presente realmente dentro daqueles filhos que seguem os seus mandamentos: “Se alguém me ama, guardará a minha palavra e meu Pai o amará, e nós viremos a ele e nele faremos nossa morada” (João 14, 23).

Esta é uma das verdades mais impressionantes da nossa fé: a morada de Deus dentro da alma daquele que o ama, que guarda a sua palavra. Essa morada tem um nome específico: “inhabitação”.

Uma pergunta agora é importante: quem é aquele que guarda a sua palavra? É aquele que procura seguir os seus mandamentos e está atualmente com o coração puro. Ou seja, é aquele que, se por algum motivo desobedeceu a algum dos mandamentos, pediu perdão na confissão e agora está com o coração puro. A condição de estar com o coração atualmente puro tem um nome específico, que é “estado de graça”. Isto é, quem está em estado de graça atualmente tem Deus morando “realmente” dentro da sua alma. Entende-se que seja assim, pois, se nós ofendemos a Deus deixando de viver um dos seus mandamentos, é natural que Deus não esteja presente no nosso coração enquanto não pedirmos perdão a Ele.

O que devemos fazer então para que fiquemos blindados? Devemos estar em estado de graça, sem nenhuma ofensa grave contra Deus, contra os seus mandamentos. Dos seus mandamentos, Deus considera grave faltar à missa, pecar contra a castidade, ter ódio no coração, além de outras coisas graves, como matar, roubar etc. É muito importante sabermos bem quais são os pecados graves, o que é, por exemplo, pecar contra a castidade, para mantermos o nosso estado de graça.

Quem tem Deus dentro de sua alma, efetivamente, o que poderá temer que venha de fora? Nada, absolutamente nada. Ter Deus dentro do coração é ter uma couraça inexpugnável, é estar protegido contra toda a maldade humana.

Vamos fazer o propósito de vivermos sempre em estado de graça, e assim estaremos blindados de um modo extraordinário. Vale a pena!!!

Uma santa semana a todos!
 
Padre Paulo M.